Carregando
Dicas e curiosidades
Voltar

A Obesidade em Animais de Estimação: Quando o Amor Pode Levar a Problemas

Profissional Lapavet
02/10/2023

Quem não adora ver seu adorável pet exibindo sua barriguinha para receber carinho? É uma das cenas mais fofas que os tutores presenciam. No entanto, por trás dessa fofura, está um problema cada vez mais comum: a obesidade em animais de estimação.

Uma pesquisa internacional feita com tutores de cães e gatos nos Estados Unidos, no Brasil, na China, na Rússia e no Reino Unido revelou estimativas alarmantes: 59% dos cães e 52% dos gatos estão acima do peso. Surpreendentemente, apenas ¼ desses tutores descreve seus animais de estimação como obesos, o que é ainda mais preocupante, pois a responsabilidade pelo controle da alimentação recai sobre eles.

Mas afinal, como reconhecer a obesidade em animais de estimação? Quais são os riscos dessa condição e o que podemos fazer para preveni-la? Continue lendo para descobrir.

Identificando a Obesidade em Animais de Estimação

A obesidade é caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal. Geralmente, os animais de estimação a desenvolvem quando consomem mais calorias do que o necessário para sua saúde e bem-estar, combinado com a falta de atividade física adequada. Algumas disfunções hormonais, o envelhecimento e a castração também podem contribuir para o excesso de peso.

Algumas raças de cães, como Labrador, Beagle, Poodle, Basset Hound, Pug e Bulldog Inglês, têm maior predisposição para ganhar peso. No caso dos gatos, são os mestiços que enfrentam um risco maior de se tornarem obesos.

O amor que sentimos por nossos animais de estimação muitas vezes nos impede de reconhecer a obesidade, já que nossos pets sempre parecem perfeitos do jeito que são. No entanto, é crucial ficar alerta.

Veterinários consideram animais de estimação obesos quando têm um excesso de peso de 20% ou mais. Se tiverem entre 10% e 20%, estão em sobrepeso. Você pode fazer um primeiro diagnóstico em casa.

Se não consegue sentir as costelas do seu pet quando o toca, ele pode estar acima do peso. Além disso, observe a ausência de cintura, o depósito de gordura na coluna, na caixa torácica, no abdome e na base da cauda, e uma distensão abdominal marcante.

Siga nosso Instagram

Riscos do Sobrepeso em Animais de Estimação

Assim como em humanos, a obesidade em animais de estimação está associada a uma série de riscos à saúde, que podem afetar significativamente a qualidade de vida do seu pet. Esses riscos incluem:

  • Redução significativa da expectativa de vida;
  • Desenvolvimento de problemas e doenças cardiovasculares;
  • Problemas e doenças respiratórias, especialmente em raças braquicefálicas de cães e gatos (de focinho curto) que já têm predisposição;
  • Desenvolvimento de Diabetes;
  • Redução da imunidade, aumentando o risco de infecções;
  • Desenvolvimento de doenças osteoarticulares, como a artrose e a displasia coxofemoral;
  • Surgimento de cálculos urinários;
  • Letargia e falta de disposição.

Isso é um conjunto sério de problemas, e sabemos que você quer o melhor para seu amigo peludo. Felizmente, existem maneiras de prevenir e combater a obesidade em animais de estimação.

Prevenindo e Tratando a Obesidade em Cães e Gatos

O forte vínculo emocional que temos com nossos animais de estimação pode contribuir para a obesidade, já que muitos tutores expressam seu afeto por meio da alimentação. Resistir aos olhares suplicantes por mais comida pode ser difícil, mas é essencial.

Aqui estão algumas dicas para prevenir ou minimizar a obesidade em seu animal de estimação:

  • 1. Controle a quantidade de ração: Reduza a quantidade de alimento e escolha rações Premium ou Super Premium, que contêm ingredientes de melhor qualidade. Consulte o veterinário para determinar a quantidade diária adequada.
  • 2. Atividade física: Passeie com seu cão e crie um ambiente enriquecedor para seu gato, estimulando o exercício.
  • 3. Substitua petiscos por afeto: Em vez de petiscos calóricos, ofereça carinho, brincadeiras ou escovação.
  • 4. Cuide dos animais idosos e castrados: Eles precisam de cuidados especiais na dieta.
  • 5. Consultas veterinárias regulares: Realize check-ups periódicos para identificar e prevenir a obesidade.

Uma vez diagnosticada a obesidade, seu veterinário pode criar um programa de reeducação alimentar e exercícios controlados. A fisioterapia também pode ser útil no controle de peso, proporcionando exercícios que queimam calorias e fortalecem a musculatura.

Em um mundo onde o estilo de vida moderno afeta até nossos animais de estimação, cabe a nós garantirmos que eles tenham uma vida saudável. Resista aos olhares famintos e mantenha seu pet na melhor forma possível. Compartilhe essas dicas para ajudar outros tutores a cuidar de seus queridos animais!

Entre em contato conosco! ?? #ObesidadePet #SaúdeAnimal #VidaSaudável

Compartilhe nas redes:

Conheça o
Espaço do Veterinário

  • Espaço especializado para o veterinário.
  • Materiais técnicos, conteúdo útil, didático e especializado.
  • Documentos e dicas de diversos assuntos para auxiliar a comunidade veterinária.

Conteúdos Relacionados

Informativo
Maio Amarelo: Protegendo os Rins dos Nossos Fiéis Companheiros
Maio Amarelo: Protegendo os Rins dos Nossos Fiéis Companheiros
29/05/2024
Radiologia
Ultrassom Veterinário em Santo André: Compreendendo e Cuidando da Saúde do seu Pet
Ultrassom Veterinário em Santo André: Compreendendo e Cuidando da Saúde do seu Pet
21/02/2024
Informativo
CULTURA FÚNGICA: Desvendando os Detalhes Essenciais no Lapavet
CULTURA FÚNGICA: Desvendando os Detalhes Essenciais no Lapavet
19/02/2024
Espaço do Veterinário

Temos um espaço pensado especialmente para você, médico veterinário!

  • Espaço especializado para o veterinário.
  • Materiais técnicos, conteúdo útil, didático e especializado.
  • Documentos e dicas de diversos assuntos para auxiliar a comunidade veterinária.
Desenvolvido por Lands Agência
Copyright © Lapavet 2024. Todos os direitos reservados.
Formulário enviado com sucesso !